Notícias

03.07.2018

Deixe-as brilhar


Alunos de Administração promoveram bate-papo sobre a contribuição da mulher para o desenvolvimento sociopolítico e econômico na sociedade
Alunos de Administração promoveram bate-papo sobre a contribuição da mulher para o desenvolvimento sociopolítico e econômico na sociedade
Ao longo dos anos, as mulheres têm ocupado cada vez mais espaço nos âmbitos econômico, educacional, familiar e mercadológico. Dentro desse cenário, torna-se relevante debater a sua contribuição para o desenvolvimento sociopolítico e econômico na sociedade e ouvir o que elas têm para dizer.

Com esse objetivo, a FAE Centro Universitário promoveu, no mês de junho, o “Deixe-as brilhar”, um fórum que apresentou cinco cases femininos de sucesso para debater as ações, que, realizadas ou incentivadas por elas, contribuem para melhorar os indicadores do Global Gender Gap Report 2017 e como estamos caminhando para atingir, em particular, o 3.º objetivo de desenvolvimento do milênio que diz respeito a “Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres.”

O professor Emilio Paiva, coordenador do evento junto com algumas alunas do curso de Administração, se mostrou satisfeito com a abertura desse espaço e manifestou o desejo de que isso se torne uma iniciativa permanente de discussão.

“As instituições de ensino são espaços que devem propiciar bate-papos que abordem questões sociais. É por meio delas que juntos podemos discutir temas sociais como esse para buscarmos melhorias sociais e sermos ativos na busca de uma sociedade mais igualitária em termos de oportunidades para homens e mulheres”.

Cases de sucesso
A professora Vera Regina Meinhard expôs dados mostrando que, apesar de alguns resultados positivos em relação ao acesso das mulheres a cargos de maior hierarquia, ainda vivemos uma sociedade em que não aconteceu a mudança de mindset, deixando transparecer que, em alguns casos, é como se as mulheres, para se empoderar, tivessem que se masculinizar. Ressaltando que esse aspecto é uma mudança cultural, a professora afirmou que não se poderia levá-lo a cabo sem a participação de todos e que a mudança da sociedade passa, necessariamente, pela transformação de cada indivíduo.

Para relatar o case “Depiladora Amiga”, uma iniciativa que capacita depiladoras a se tornarem agentes de saúde por meio da relação de amizade que costumam estabelecer com as clientes, visando contribuir para a melhoria da qualidade de vida das mulheres, esteve presente a doutora em Ciências da Saúde Tatiane Herreira Trigueiro.

A mestra em Educação Giselli Hümmelgen contou um pouco de sua trajetória e, além de pedagogicamente explicar em que ações concretas consiste o ato de empoderar as mulheres, forneceu dados da instituição onde atua, ressaltando a importância de que as mulheres devem ter a preocupação de preparar-se adequadamente para que as oportunidades possam ser aproveitadas.

Na dimensão da Economia, Ariane Santos, CEO e fundadora da Badu Design e, como ela mesma diz, uma “entusiasta de um futuro melhor”, relatou o case de sua empresa, um empreendimento social que já capacitou quase 300 mulheres em menos de três anos a buscarem sua inserção no mercado com a produção de artesanato e com um modelo de negócio inovador e sustentável.

Já na dimensão política, Natalie Unterstell, que já foi representante do Brasil em negociações internacionais para redução de desmatamento e emissão de carbono, contou sua trajetória com passagens também pelo governo da Amazônia em projetos de desenvolvimento sustentável, local e análise de investimentos em infraestrutura com baixo impacto ambiental. A ex-aluna do Colégio Bom Jesus ressaltou ainda a importância do aumento da participação das mulheres na política.



Galeria de fotos






Compartilhe: