15.09.2022

Grupo Educacional Bom Jesus lança o MindHub


Nova unidade de negócios da instituição é um dos principais ecossistemas de inovação de Curitiba
Nova unidade de negócios da instituição é um dos principais ecossistemas de inovação de Curitiba

Um espaço colaborativo de inovação que conecta investidores, startups, empresas e pessoas. Essa é a principal definição para o MindHub, o novo ecossistema de inovação do Grupo Educacional Bom Jesus e que está localizado no 8.º andar do prédio FAE Business School. A nova unidade de negócios foi lançada no dia 12/09, no auditório da FAE, e já conta com 32 startups residentes.

Ao participarem do MindHub, as startups passam a residir nele - isso significa que, além de terem a possibilidade de fazer a conexão e a troca de experiências com outras grandes empresas - ampliando, assim, a rede de ecossistemas por meio do networking - têm todo o suporte para que essas relações se fortaleçam e aumentem por meio de consultorias - assim, elas podem melhorar os seus produtos.

Espaço de colaboração e conexão

A gestora do MindHub, Ana Paula Destefani, explica que as mentorias às startups são feitas em diversas áreas, para que elas possam aperfeiçoar ainda mais seus produtos. “É um espaço de colaboração e conexão, pois essas startups precisam ser conhecidas, movimentar o ecossistema de inovação de Curitiba e interagir com outros ecossistemas”, destaca.

Inovação dentro de casa

O diretor-geral do Grupo Educacional Bom Jesus, Jorge Apóstolos Siarcos, destacou a importância de os agentes da educação participarem desses processos. “Por que um sistema de inovação dentro da FAE? Porque estamos sempre muito próximos do mercado de trabalho, preparamos nossos alunos para a vida, por isso precisamos estar inseridos nesse processo”, respondeu ele, lembrando do histórico do espaço de inovação, que iniciou suas atividades, em outro formato e com outro nome, no ano de 2017.

Inovar é melhorar a vida das pessoas

Durante o lançamento do MindHub, um meetup reuniu dois grandes expoentes da inovação: Allan Costa e Itamir Viola. A conversa, com perguntas do público, foi conduzida pela professora Elaine Pacheco - especialista em carreira, profissional atuante na área de empreendedorismo, e também coordenadora do Núcleo de Empregabilidade da FAE.

Em resumo, Allan Costa definiu que “inovar é melhorar a vida das pessoas de forma simples”. Já Itamir Viola, por sua vez, defendeu o “associativismo como forma de fortalecimento dos sistemas de inovação, com valorização das características locais”.

A programação também contou com apresentações das startups residentes @growinco, @rh_numbers, @wellbehealth, @trugghub, além da convidada @papoom.app.

São Francisco “fundou uma startup”!

O evento contou com uma bênção do presidente do Grupo Educacional Bom Jesus, Frei João Mannes, que também trouxe um pouco da história de Francisco de Assis – uma inspiração para a construção de uma sociedade melhor, uma alusão ao fundamento principal da inovação.

Confira a reflexão na íntegra:

“Aqui no Grupo Educacional Bom Jesus temos o propósito de promover o desenvolvimento integral das pessoas e transformá-las em cidadãos que se coloquem amorosamente à serviço da comunidade.

Por isso, a formação integral e humanizada da FAE é movida pelos pilares do Saber, Fazer e Ser.

Falo também em nome da Ordem religiosa Franciscana fundada por Francisco de Assis lá no século XIII.
E desde os primórdios da Ordem, especialmente aqui no Brasil, temos a educação como uma de nossas principais frentes de atuação.

Então, eu pergunto para vocês, o que os assuntos tratados no lançamento do MindHub têm a ver com Francisco de Assis?

Em primeiro lugar, essa Ordem Franciscana, presente em todo o mundo, nasceu como uma startup. É isso mesmo. Vejam só.

O seu fundador, Francisco de Assis, tinha três características em comum com os profissionais desse ecossistema: inovação, empreendedorismo e propósito.

Francisco foi inovador. De apenas uma ideia, uma intuição ou uma inspiração divina, ele rompeu com sua tradição familiar, divergiu de um modelo de Igreja e de sociedade reinante em seu tempo e, assim, livre de muitos condicionamentos, se colocou a serviço das pessoas, especialmente dos pobres e doentes.

Francisco foi empreendedor. No mundo dos negócios e das startups estamos acostumados a ouvir: “não basta ter uma boa ideia, é preciso tirá-la do papel”. 
E foi isso que Francisco fez. Ele sonhou que deveria reconstruir a Igreja e a sociedade do seu tempo à luz dos valores do Evangelho de Jesus Cristo. Ele acreditou em sua intuição e, enfrentando muitas adversidades, deu início a um novo projeto de vida e de sociedade.

Além disso, Francisco tinha propósito. Pois, vida sem propósito é vida sem sentido. Ele tinha como propósito colocar a sua vida a serviço dos outros. Pois, compreendeu que quem não vive para amar, servir e cuidar empaticamente de todas as pessoas e da natureza, não serve para viver.

Vejam, então, que Francisco de Assis, pode ser, sim, uma inspiração para qualquer empreendedor na atualidade.

Portanto, inspirados por Francisco de Assis, acreditemos em nossos sonhos e ideais de contribuir na construção de uma sociedade melhor para todos e lutemos para realizá-los dentro dos nossos limites e possibilidades. 

Por fim, nesse espírito de inovação e de empreendedorismo franciscano, desejo que todos os profissionais atuantes no MindHub sejam bem-sucedidos e façam prosperar todo o nosso ecossistema.

Para isso, recebamos a bênção de São Francisco de Assis.

Paz e Bem!”

 

Na foto, da esquerda para a direita: Paulo Cruz, diretor de Relações Corporativas da FAE; Frei João Mannes, presidente do Grupo Educacional Bom Jesus; Ana Paula Destefani, gestora do MindHub; Ari Faria Bittencourt, presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac-PR; e Rodrigo Schmidt, coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento Empresarial da Fecomércio-PR.




Galeria de fotos






Compartilhe:


Verifique o  Cadastro FAE no MEC